Idade pode ser detectada pelo cheiro, diz estudo

31/05/2012 at 6:13 PM Deixe um comentário

Do G1, em São Paulo

Cheiro dos idosos é menos intenso do que o de pessoas mais jovens. Diferença foi percebida por participantes de uma pesquisa.

 

Cientistas revelaram nesta quarta-feira (30) mais uma marca que o ser humano acumula com a idade. É fácil diferenciar um jovem de um idoso pelo rosto, por exemplo, pelas rugas e outros sinais de idade que ficam evidentes. Agora, uma nova pesquisa mostrou que também é possível identificar pessoas de idades diferentes pelo cheiro.

O estudo publicado pela revista científica “PLoS One” evidenciou as mudanças no odor corporal que ocorrem ao longo da vida.

A pesquisa foi feita com pessoas de três faixas etárias diferentes: jovens adultos (de 20 a 30 anos), pessoas de meia idade (de 45 a 55 anos) e idosos (de 75 a 95 anos).

Cada participante dormiu cinco dias com uma mesma camiseta com almofadas sob as axilas, para que o cheiro de cada um fosse bem absorvido. Depois, os odores foram colocados em frascos de vidro, e outros participantes – jovens – tiveram que determinar qual frasco continha o cheiro das pessoas mais velhas. A comparação foi repetida nove vezes para cada um dos 41 avaliadores.

A experiência mostrou que o ser humano consegue determinar aproximadamente a idade de outro pelo cheiro. Além disso, os avaliadores tiveram que descrever os cheiros, e a pesquisa concluiu que o odor dos idosos é menos intenso e menos desagradável que o dos mais jovens. A concentração de substâncias químicas presentes no suor é o que varia ao longo da vida.

Johan Lundström, pesquisador do Centro Monell, em Filadélfia, nos Estados Unidos, e autor da pesquisa publicada pela revista “PLoS One”, ressalta que o olfato também é uma forma de comunicação entre as pessoas.

“Assim como outros animais, humanos conseguem extrair sinais de odores corporais, que nos permitem identificar a idade biológica, evitar indivíduos doentes, escolher o parceiro ideal e distinguir entre parentes e não parentes”, afirmou Lundström.

Para os teóricos do comportamento animal, identificar a idade pelo odor é útil na hora de escolher um parceiro sexual. Os machos mais velhos são interessantes para as fêmeas, pois têm capacidade de viver por mais tempo, e essa característica é desejável para os filhotes. Por outro lado, os machos preferem fêmeas mais jovem, no auge da capacidade reprodutiva.

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Cientistas descobrem gene causador de síndrome rara que inibe o crescimento Halo da Via Láctea tem 11,4 bilhões de anos, determinam astrônomos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Paideia

Seu encontro semanal com a cultura científica. Todas às 3ª feiras, às 18h, na Rádio UFSCar 95,3FM para São Carlos - SP ou www.radio.ufscar.br para o mundo!

@clickciencia

Podcasting

Faça o download do podcasting do Paideia

Edições anteriores


%d blogueiros gostam disto: