Aprender segunda língua pode aumentar poder do cérebro, dizem cientistas

03/05/2012 at 6:32 PM Deixe um comentário

Da BBC Brasil

Aprender uma segunda língua pode aumentar o poder do cérebro, segundo pesquisadores americanos.

Os cientistas da Northwestern University dizem que o bilinguismo é uma forma de treinamento do cérebro – uma “ginástica” mental que apura a mente.

Falar duas línguas afeta profundamente o cérebro e muda a forma como o sistema nervoso reage ao som, segundo revelaram testes de laboratório.

Especialistas dizem que o estudo publicado na revistaProceedings of the National Academy of Sciences fornece evidências “biológicas” para isso.

A equipe de pesquisadores monitorou as respostas do cérebro de 48 estudantes voluntários saudáveis – 23 dos quais bilíngues – a sons diferentes.

Foram usados eletrodos no couro cabeludo para traçar o padrão das ondas cerebrais.

Sob condições laboratoriais silenciosas, os dois grupos – o bilíngue e o de alunos que somente falavam inglês – responderam da mesma forma.

Mas em um contexto de conversa barulhenta, o grupo bilíngue foi muito superior em processar os sons.

Eles eram mais capazes de sintonizar informações importantes – a voz do orador – e bloquear outros ruídos que distraem – as conversas de fundo.

‘Poderoso’ benefício

As diferenças de resposta dos dois grupos foram visíveis no cérebro. As reações do tronco cerebral dos que falam duas línguas foram intensificadas.

De acordo com a professora Nina Kraus, que coordenou a pesquisa, “a experiência do bilíngue é aprimorada, com resultados sólidos em um sistema auditivo que é altamente eficiente, flexível e focado no seu processamento automático de som, especialmente em condições complexas de escuta”.

A pesquisadora e co-autora do estudo Viorica Marian disse: “As pessoas fazem palavras cruzadas e outras atividades para manter suas mentes afiadas. Mas as vantagens que temos descoberto em falantes de mais de uma língua vêm simples e automaticamente de conhecerem e usarem dois idiomas”.

“Parece que os benefícios do bilingüismo são particularmente poderosos e amplos, e incluem a atenção, seleção e codificação de som”, completou

Músicos parecem ganhar um benefício semelhante quando ensaiando, dizem os pesquisadores.

Pesquisas anteriores também sugerem que ser bilíngue pode ajudar a afastar a demência.

O tronco cerebral reagiu mais no caso de estudantes capazes de falar duas línguas, dizem pesquisadores

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Consumo de carne branca e nozes pode diminuir risco de Alzheimer Harvard e MIT terão cursos online pela mesma plataforma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Paideia

Seu encontro semanal com a cultura científica. Todas às 3ª feiras, às 18h, na Rádio UFSCar 95,3FM para São Carlos - SP ou www.radio.ufscar.br para o mundo!

@clickciencia

Podcasting

Faça o download do podcasting do Paideia

Edições anteriores


%d blogueiros gostam disto: