Álcool pode deixar cérebro mais ‘ligado’ para lidar com testes, diz pesquisa

11/04/2012 at 5:41 PM Deixe um comentário

Da BBC

 

Psicólogos em Illinois, nos EUA, avaliaram desempenho de 40 homens para chegar à conclusão.

 

Uma pesquisa realizada por psicólogos da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, afirma que beber álcool em quantidades moderadas pode deixar o cérebro mais ‘afiado’ para lidar com atividades que requerem criatividade.

O estudo foi feito com 40 homens de idades entre 21 e 30 anos recrutados de forma voluntária através do site Craigslist. Metade deles foram alcoolizados até atingir concentração de álcool no sangue de 0,075, que é acima do permitido para motoristas na maioria dos Estados americanos. Os demais continuaram sóbrios durante o estudo.

Em seguida, todos os 40 participantes foram submetidos a testes de Associações Remotas de Mednick (RAT, na sigla em inglês), que é uma forma simples e rápida usada por psicólogos para avaliar a solução de problemas criativos.

Os cientistas apresentam três palavras ao entrevistado – por exemplo, ‘mate’, ‘cadeira’ e ‘bule’. O objetivo é encontrar uma palavra comum que possa ser associada a cada um destes termos, como a palavra ‘chá’ (formando a palavra composta ‘chá-mate’ e as expressões ‘chá de cadeira’ e ‘bule de chá’).

No caso da pesquisa feita pela universidade de Illinois, os psicólogos ainda pediram para que cada entrevistado explicasse como chegou à resposta correta – se foi através de algum método de associação ou se foi por um mero ‘lampejo espontâneo’.

Os participantes que estavam alcoolizados conseguiram acertar mais vezes as respostas, do que os sóbrios. O índice de acerto entre as pessoas que haviam bebido era de 58%, em comparação com 42% dos que não tinham ingerido álcool.

Além disso, eles apresentaram respostas de forma mais rápida (12 segundos para os alcoolizados, em comparação com 15 segundos dos sóbrios) e com maior incidência de ‘lampejos espontâneos’. Isso sugere que o álcool pode, em determinados casos, contribuir para que as pessoas encontrem respostas mais rápidas e de forma mais criativa.

O estudo feito pelos pesquisadores Andrew Jarosz, Gregory Colflesh e Jennifer Wiley foi publicado na edição de março da revista científica .

Os autores do artigo dizem que o resultado é compatível com outros estudos, que sugerem que sonecas tiradas imediatamente antes de tarefas difíceis podem melhorar o desempenho do cérebro na busca por soluções criativas.

Outra pesquisa afirma que um grau menor de concentração também tem mesmo efeito no cérebro. Para os pesquisadores de Illinois, um grau moderado de alcoolização pode contribuir para ‘desconcentrar’ o indivíduo, facilitando soluções criativas.

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Novo plástico que ‘sangra’ se regenera sozinho Astrônomos descobrem fenômeno desconhecido na superfície do Sol

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Paideia

Seu encontro semanal com a cultura científica. Todas às 3ª feiras, às 18h, na Rádio UFSCar 95,3FM para São Carlos - SP ou www.radio.ufscar.br para o mundo!

@clickciencia

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Podcasting

Faça o download do podcasting do Paideia

Edições anteriores


%d blogueiros gostam disto: