Endeavour retorna

02/06/2011 at 3:04 PM Deixe um comentário

Endeavour aterrissa com sucesso ao fim de sua última missão espacial

Estadão

WASHINGTON – O ônibus espacial Endeavour aterrissou nesta quarta-feira sem percalços no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, ao término de sua última missão à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) antes de ser retirado de circulação.

Com a missão desta quarta-feira, o Endeavour somou 299 dias de operações com 12 visitas à ISS e o transporte de 173 astronautas. Nesta última missão, a tripulação foi formada pelo comandante Mark Kelly, o piloto Gregory Johnson, e os especialistas de missão Michael Fincke, Greg Chamitoff, Andrew Feustel, e o astronauta Roberto Vittori, da Agência Espacial Europeia.

Durante a missão de 16 dias, o ônibus espacial levou para a ISS um aparelho de US$ 2 bilhões que os cientistas esperam que esclareça parte dos mistérios envolvidos na chamada matéria escura. O aparelho é chamado Espectrômetro Alfa Magnético (AMS) e deverá analisar raios cósmicos de alta energia, sendo o primeiro a olhar detalhadamente para esse tipo de matéria no espaço.

Além de instalar o AMS do lado de fora da ISS usando braços robóticos, a equipe da Endeavour realizou quatro caminhadas espaciais planejadas para ajudar a Estação Espacial a se preparar para o fim do programa de ônibus espaciais.

O ônibus também entregou uma plataforma carregada com grandes peças de reposição, na esperança de manter a estação em funcionamento por mais 10 anos. O carregamento inclui duas antenas de comunicações de banda-S, um tanque de gás de alta pressão, o sistema robótico canadense Dextre e escudos para proteger a ISS de micrometeoritos.

Futuro

Após a chegada do Endeavour, que estreou em 1992, haverá apenas mais uma missão antes do fim da era dos ônibus espaciais. A última missão de uma nave espacial americana está programada para 8 de julho, quando a Atlantis seguirá com sua carga de equipamentos e provisões à ISS. A estação, que tem uma tripulação permanente a 385 quilômetros da Terra, é um programa internacional de US$ 100 bilhões do qual participam 16 nações.

O plano da Nasa depois do fim deste programa é fazer com que os astronautas americanos sejam transportados até a ISS por meio da nave Soyuz, da Rússia, talvez até a metade da atual década (o serviço prestado pela Rússia custa US$ 51 milhões por astronauta para os Estados Unidos). Eventualmente eles pretendem contar com naves europeias e japonesas também. Depois, a Nasa deve começar a usar os serviços de companhias privadas nas suas viagens para o espaço. Atualmente as empresas particulares cobram US$ 63 milhões por passagens para 2014.

Mais notícias podem ser conferidas no site da Nasa

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

O segredo dos seus olhos Morre Willard Boyle, físico canadense, inventor do Dispositivo de Carga Acoplada (CCD).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Paideia

Seu encontro semanal com a cultura científica. Todas às 3ª feiras, às 18h, na Rádio UFSCar 95,3FM para São Carlos - SP ou www.radio.ufscar.br para o mundo!

@clickciencia

Podcasting

Faça o download do podcasting do Paideia

Edições anteriores


%d blogueiros gostam disto: